Obrigado pela visita, seja muito bem vindo (a)! Volte sempre!

sábado, 1 de abril de 2017

ETERNA INSPIRAÇÃO

Poeta hoje já não sou,
Versos já não posso mais fazer
A poesia em mim silenciou,
Morreu a vocação de escrever.

Ao silêncio pensei estar fadado,
Privado da magia que há no verso,
Busquei cada beleza do universo,
Mas, nenhuma deixou-me inspirado.

É que, de todas, à maior eu renegava
E ignorava a voz do coração
Que de amor por ti se transbordava.

Mas, num momento de fraqueza à tentação
Cedi ao ingrediente que faltava:
Tu, a minha eterna inspiração.

Um comentário:

Teu comentário é o combustível da minha inspiração!